DEIRÓ, O HOMEM QUE GOSTA DE CORTAR DÍVIDAS E APLICAR BEM O DINHEIRO PÚBLICO



Ao assumir a Prefeitura, em 1º de janeiro de 2017, o prefeito Deiró Marra herdou uma dívida de R$ 164.924.386,68 (cento e sessenta e quatro milhões, novecentos e vinte e quatro mil, trezentos e oitenta e seis reais e sessenta e oito centavos).

Como bom gestor que é - cérebro entendedor de números e expert em contabilidade e Economia, Deiró debruçou sobre estes valores e renegociou essa dívida, caso a caso, obtendo uma redução de 35% do montante total, ou seja, economizou para os cofres públicos a expressiva quantia de R$ 57.723.902,07 (cinquenta e sete milhões, setecentos e vinte e três mil, novecentos e dois reais e sete centavos).

Repetindo, para que você entenda de forma simples, clara e transparente e formate bem sua compreensão: a dívida da Prefeitura de Patrocínio, que no final de 2016 era de R$ 164.924.386,68, chegou em 31 de dezembro de 2017 (depois de apurada renegociação) em R$ 107.200.484,61, resultando numa economia de R$ 57.723.902,07. Isso precisa ser divulgado para que o difícil trabalho de arrumar a casa do gestor Deiró Marra seja valorizado. São números incontestáveis.

QUE DÍVIDAS SÃO ESTAS?
Estas dívidas da Prefeitura vieram se acumulando desde 2005. Eram restos a pagar. E as chamadas dívidas fundadas. Destas, para o PASEP e IPSEM devia R$ 85.293.114,93. Deiró conseguiu baixar essa dívida para R$ 74.601.845,77.

Com a Previdência (INSS) a dívida estava acumulada em R$ 40.516.803,68. Com a renegociação feita por Deiró este valor caiu para R$ 19.084.254,95. São números expressivos. O que se economizou é o que a Prefeitura deixou de pagar. Dinheiro que pode ser investido em benefícios para a população.

E até o momento a gestão Deiró Marra tem economizado não só com pagamento de dívidas herdadas. Tem economizado também, sem perder a eficiência e a qualidade dos serviços prestados, com combustíveis, merenda escolar, na aquisição de kits e uniformes escolares, na área de obras e em todos os setores da máquina pública. Não há mágica. Deiró está só valorizando cada centavo do dinheiro arrecadado, direcionando bem estes recursos, fazendo investimentos que tornam dinâmica, eficiente e sem precedentes sua administração.

Os fornecedores, que antes tinham medo de vender para a Prefeitura, hoje fazem questão de atendê-la, a tempo e a hora, sem pestanejar. Enquanto muitas prefeituras parcelam os salários, os servidores municipais recebem rigidamente em dia (inclusive as 3 cestas de alimentos anuais) e os compromissos financeiros não sofrem um dia sequer de atraso. Ou seja, acabou essa história de a Prefeitura de Patrocínio ficar pagando juros e multas. Diferente de anos anteriores, quando isso era motivo de constrangedora vergonha, hoje a CND - Certidão Negativa de Débitos está em dia. Hoje pode-se dizer: a casa está em ordem.