Galvani lança site sobre projeto de Serra do Salitre

Portal traz detalhes do projeto, permite acompanhar o andamento das obras e facilita acesso às oportunidades de vagas

Com o objetivo de aproximar o público e facilitar o acesso às principais informações do Complexo Mineroindustrial de Serra do Salitre, a Galvani lança um hotsite exclusivo sobre o projeto. Por meio do endereço www.projetoserradosalitre.com.br, o usuário poderá conhecer o histórico da empresa, o andamento das obras, as inovações, as ações realizadas pela companhia com a comunidade local e a preocupação e cuidados com o meio ambiente.

O site também traz uma seção sobre as vagas abertas no projeto, para que os candidatos possam verificar as oportunidades disponíveis no momento e cadastrar seus currículos. Ao entrar em operação, o Complexo irá gerar cerca de 1200 empregos diretos, entre próprios e terceiros. “O site é mais um canal de informações e busca aproximar a população das oportunidades e avanços que o projeto trará para o Brasil e para a região”, afirma Gustavo Horbach, gerente de Projetos da Galvani.

Além do portal online, a Galvani mantém outras atividades de comunicação com a comunidade local. Uma delas, o Programa de Educação Ambiental, oferece palestras e aulas sobre temas ligados aos cuidados com o meio ambiente em escolas de Serra do Salitre. A empresa também conta com o Cultivar, um jornal impresso, distribuído bimestralmente na localidade com pauta voltada ao desenvolvimento socioambiental, avanços do projeto e oportunidades para a população.

Outro canal de comunicação e transparência mantido pela Galvani é o Linha Verde, um canal telefônico 24 horas por dia para atender dúvidas, sugestões e comentários a respeito das questões ambientais da empresa. O Linha Verde pode ser acessado de qualquer localidade por meio do telefone gratuito 0800-7748677.

Conheça o Complexo Mineroindustrial de Serra do Salitre

Com investimento de R$ 2,2 bilhões, previsão de operação das atividades de mineração no segundo semestre de 2017 e a produção de fertilizantes no segundo semestre de 2018, o Complexo permitirá à Galvani dobrar sua capacidade de produção, reduzindo a dependência de importações e o déficit da balança comercial do setor, apoiar a produção de alimentos no país, além de gerar emprego e renda para a indústria nacional.

O projeto terá capacidade de produção aproximada de 1,2 milhão de toneladas de concentrado fosfático por ano e dará uma importante contribuição à balança comercial brasileira, ao diminuir a dependência de matéria-prima importada, que atualmente representa cerca de 70% do total de fertilizante consumido no País.

Postagens mais visitadas deste blog

Neste domingo em Patrocínio aconteceu um mega encontro de praticantes de paintball

Atrações da Expopatrô 2012 está praticamente definido

Comando do Cerrado apresenta esporte novo na cidade