EQUIPE DA PATRULHA RURAL PRENDE AUTOR DE FURTO – O MESMO PRATICAVA VÁRIOS FURTOS NA ZONA RURAL

DÉCIMA REGIÃO DA POLÍCIA MILITAR
QUADRAGÉSIMO SEXTO BATALHÃO DA POLÍCIA MILITAR

OCORRÊNCIAS DE DESTAQUE REGISTRADAS NA ÁREA



Em PATROCÍNIO/MG, dia 18, por volta de 07h00min, segundo uma vítima há alguns dias o autor R.R.D. de 25 anos, esteve em sua propriedade, FAZENDA CÓRREGO DA MATA, e solicitou um empréstimo no valor de R$ 50,00 reais em dinheiro.

Posterior a este dia, foram furtados a quantia de R$5,00 reais em dinheiro, e em outra data, a quantia de R$ 700,00 do interior do guarda-roupa de sua residência.

A vítima disse que por trabalhar próximo ao local em que mora não tranca as portas e que suspeitou do autor, vizinho, por ser a única pessoa estranha que esteve em sua propriedade. Nesta data, ao aferir sua carteira, que estava na gaveta da máquina de costurar, percebeu que alguém novamente teria furtado a quantia de R$5.020,00 reais em dinheiro, momento em que deslocou até a residência do autor, encontrando no local o avô do autor, o qual disse que seu neto, não se encontrava.

Após ser informado de que ocorrera um furto na sua fazenda e o suspeito seria o neto, prontamente devolveu-lhe a quantia de R$ 3100,00 reais em dinheiro, confirmando que o autor teria entregado a referida quantia para ele e sua esposa.

Posteriormente o autor  retornou para a residência de seus avós, ameaçando e agredindo fisicamente os mesmos. Em certo momento, o autor se apoderou de um bastão de madeira e disse que iria matar os dois.

Após estes dizeres, o autor apanhou uma faca e deslocou até a residência da vítima e o ameaçou com os seguintes dizeres: “Se você não provar que peguei este dinheiro, vou acertar com você...”. Logo em seguida, o meliante evadiu do local.

Durante deslocamento para atendimento, o autor percebeu a chegada da viatura ao longe e evadiu para uma mata próxima. Após varredura e diligências ao longo das matas e arbustos, os policiais visualizaram o autor retornando para sua residência, sendo abordado e preso.

O autor confirmou que havia furtado em datas não informadas a quantia de R$ 5,00 reais, 700,00 reais e 5020,00 reais em dinheiro, dos quais foram repassados aos seus avós  R$3.100,00 e que o restante foi usado para adquirir drogas.

Segundo a vítima não possui trabalho e nenhuma remuneração que justificasse a quantia em dinheiro que portava e que ele ainda teria adquirido um celular de aproximadamente R$ 1000,00, possivelmente com o dinheiro do furto. Salienta-se que o meliante participou de vários furtos nas regiões de SILVANO e MACAUBAS.

Diante dos fatos o autor preso e conduzido para a delegacia de plantão.