Bandidos agridem funcionários durante assalto em Fazenda

 Em Patrocínio, na data de 03 de julho de 2015, por volta das 16h30min, a sala de operações da unidade recebeu uma denúncia anônima dando conta de que no Viveiro São Bernardo  ( Rodovia MG, 230 Km )estaria ocorrendo um roubo a mão armada. No local vítimas T. C. S., 31 anos, A. C. B. M., 36 anos, V. G. F., 42 anos, H. A. C., 39 anos, N. D., 25 anos, relataram que dois indivíduos de roupas escuras, em uma motocicleta de cor preta, utilizando armas de fogo, chegaram a FAZENDA PTC0340,  e anunciaram o roubo; que os autores estavam rendendo e agredindo os funcionários do estabelecimento. De imediato as viaturas deslocaram para o local, sendo que uma viatura encontrou a referida motocicleta em fuga, já na MG 230, onde foi dada ordem de parada, utilizando sirene e giroflex, contudo os autores não obedeceram e evadiram por uma estrada vicinal sentido a comunidade de Santo Antônio da Lagoa Seca. Em dado momento da perseguição os autores sacaram suas armas de fogo e começaram a atirar contra um policial militar, da primeira viatura da perseguição, e para se defender da injusta agressão o militar revidou, utilizando sua arma de fogo, Pistola calibre .40, da carga da PMMG, efetuando nove disparos. A perseguição continuou, tendo um dos autores deixado cair uma das armas e ainda outros objetos não identificados e após alguns metros perdeu o controle direcional da motocicleta, vindo a cair ao solo. Um dos autores foi dominado e algemado pelo primeiro policial militar da perseguição, e o outro evadiu correndo e adentrou em um matagal. O menor infrator abordado foi identificado, e disse que seu parceiro que fugiu se chama "Tiago" e que o conhece da Praça do Bairro são Vicente, próximo ao poliesportivo, não sabendo maiores dados sobre este. O menor infrator estava com um ferimento no joelho, sendo conduzido até o hospital de pronto socorro, onde foi verificado que o ferimento poderia ser proveniente de um disparo de arma de fogo, e segundo o Dr Carlos, ele teria que ser submetido a uma cirurgia, ficando internado sob escolta da PMMG. No local onde o menor infrator havia deixado cair a arma foi localizado um revólver cal. 22, marca Rossi, sem numeração, com quatro munições picotadas e duas deflagradas. Os demais objetos deixados cair pelos autores, apesar das buscas, não foram encontrados. Foi realizado cerco e intenso rastreamento para localizar o segundo autor, porém até o momento sem êxito. Segundo o menor infrator, seu comparsa  estaria de posse de um revólver cal. 32, de cor preta. A perícia foi acionada e ficou de comparecer posteriormente. A motocicleta utilizada na ação criminosa pertence ao menor infrator e foi removida pelo auto socorro Patrocínio, ficha de vistoria 2428. Em contato com as vítimas no Viveiro São Bernardo, estas relataram que os autores chegaram no local bastante agressivos, batiam e mandavam elas deitarem no chão e não olharem pra eles, dizendo que queriam o pacote de dinheiro. Os autores então agrediram a vítima T. C. S., com chutes e socos, levando-o até o escritório, com o intuito que este lhes entregasse o dinheiro. Os autores tomaram da vítima T. C. S., seu aparelho celular e sua carteira. Neste momento a vítima V. G. F., chegou no local para buscar sua esposa, sendo rendido pelos autores, os quais o agrediram com socos, coronhadas, e colocaram o cano do revólver em sua boca, gritando que ele estaria com o pacote de dinheiro e que era para ele lhes entregar, tendo tomado de V. G. F., sua carteira. Após os fatos os autores subiram em uma motocicleta de cor preta e antes de ir embora deram dois tiros para o alto e evadiram. O autor que evadiu a pé e adentrou no mato deixou cair uma mochila preta com um coldre, três cartuchos intactos, quatro cartuchos picotados e uma cápsula deflagrada, tudo cal. 22, materiais estes que foram apreendidos, juntamente com a arma de fogo e munições. Os objetos roubados não foram encontrados. A vítima T. C. S., reconheceu o autor Marcelo por fotografia, bem como o revólver cal .22 localizado. O autor Marcelo confessou sua participação no roubo. Foram realizados rastreamentos na tentativa de localizar o segundo autor e os demais objetos. Seguem rastreamento com o intuito de localizar/prender autor, bem como recuperar o bem subtraído.