Criminosos atiram para matar em evento festivo no Bairro Serra Negra

Em Patrocínio,  na data de 01 de fevereiro de2015, por volta das 03h30min, após solicitação na Rua Antônio José da Cunha, bairro Serra Negra, os militares entraram em contato com 02 testemunhas, as quais disseram que estavam na porta da residência, local onde ocorria uma festa.

Em determinado momento saíram dois indivíduos de um lote vago e começaram a atirar contra as pessoas que estavam na via, tendo as testemunhas e outras diversas pessoas saído correndo para se abrigar.

 Ao retornarem à rua encontraram a vítima A. C., 31 anos, caído ao solo com uma perfuração na cabeça e a vítima T. P. R. F., 18 anos,  com uma perfuração na parte de traz da perna direita na altura do joelho.

 Após isso as vítimas foram socorridas por populares ate o Pronto Socorro Municipal, ainda segundo as testemunhas teriam avistado mais dois atiradores vindo pelo lado de cima da rua, totalizando quatro indivíduos todos baixos, utilizando blusas de frio escuras, toucas tipo ninja, e bermudas, e que todos os quatro estariam armados.

 Foi feito contato com a vítima T. P. R. F., no Pronto Socorro Municipal, o qual relatou que mora no bairro a aproximadamente um mês, que não tem problemas com ninguém e desconhece o motivo que teria levado os autores a atentarem contra sua vida.

 Segundo a vítima A. C.,  estava em seu carro com sua esposa, momento em que chegaram dois indivíduos que o retiraram do carro, tendo sua esposa conseguindo sair correndo.

 Os autores teriam lhe virado de costas, e após alguns instantes a vítima sentiu um forte impacto na cabeça, vindo a cair ao solo inconsciente, e acordado no hospital. Segundo A. C., não tem problemas com ninguém, e que também desconhece a motivação do atentado contra sua vida.

 Ainda segundo as vitimas e testemunhas havia um “CORSA” prata, com o capo preto, cujo condutor estaria na festa, porém ninguém soube informar o nome deste.

 O referido veículo teria sido atingido por inúmeros projeteis, tendo o condutor evadido do local, após os autores dos disparos terem ido embora, não sendo possível a coleta de nenhuma informação a respeito dos mesmos.

 Foram realizados rastreamentos com o intuito de localizar os autores do crime, porém até o momento sem êxito, seguem rastreamentos.