Sine/Patrocínio informa: Emissão de Carteira de Trabalho será paralisada para modernização do sistema operacional


A emissão de carteiras de trabalho será interrompida em todo território nacional a partir do dia 13 de dezembro.

A determinação parte do Ministério do Trabalho e Emprego que explica que o Órgão vai implantar o sistema CTPS Web 3.0 para agilizar a emissão da CTPS em todo País. ‘E para colocar o novo sistema em operação todas as superintendências vão estar com o sistema de emissão da carteira de trabalho informatizada paralisado’.
A unidade do SINE em Patrocínio, órgão responsável pelo serviço de emissão das Carteiras, avisa ao cidadão que necessita do documento que o solicite até o dia 12. O serviço volta à normalidade em janeiro, sem data definida pelo MTE.

Emissão
Para fazer a carteira de trabalho o cidadão necessita apresentar as documentações (originais):
- Carteira de Identidade ou Certidão de nascimento, se solteiro;
-Certidão de casamento, ou se viúvo, certidão de averbação ou outro documento que comprove.
- CPF;
- Comprovante do PIS ou PASEP ou NIT ou NIS (se tiver)
- Comprovante de residência;
- Título de Eleitor (não obrigatório para menores de 18 anos);
- 01 foto 3x4 (modelo para documento), colorida, recente, fundo branco, camisa/blusa escura, sem escrita ou amassados;

► Para a segunda via da carteira de trabalho, além dos documentos anteriores, é obrigatória a apresentação da última via emitida com pelo menos um dos campos preenchido (contrato de trabalho ou anotações de férias ou anotações gerais) ou inutilizada. Caso não a tenha, por motivo de roubo ou extravio, é necessário Boletim de Ocorrência relatando furto ou extravio da carteira anterior.

É necessário ainda apresentar o número da carteira anterior, o que poderá ser obtido junto ao INSS ou através de cópia da folha de registro de empregado da empresa em que trabalhou com o carimbo do CNPJ.