Secretaria Municipal de Saúde muda local de atendimento do setor de cadastro do cartão SUS



Ascom-PMP

Para melhor acolher a população que procura o setor de cadastro do Cartão Nacional de Saúde (cartão SUS), a Secretaria Municipal de Saúde mudou o local de atendimento que passa agora a funcionar no subsolo da Secretaria Municipal de Esportes (em frente à APAE), Rua Joaquim Carlos dos Santos, nº 151.
De acordo com o secretário municipal de saúde, Wesley Faber Romão, em média são confeccionadas 500 unidades do cartão SUS por dia. “O grande fluxo de pessoas que procuram diariamente o setor estava trazendo desconforto para o próprio cidadão, tendo em vista que o espaço era insuficiente para acomodar tantas pessoas enquanto aguardavam serem atendidos”, explica o secretário.
O setor do Cartão SUS funcionava na recepção da Secretaria Municipal de Saúde. E o local ficava muito cheio, prejudicando o atendimento dos outros setores.
O novo espaço é bem mais amplo, com várias cadeiras para o cidadão esperar o atendimento.

O cartão do SUS

Todo o cidadão brasileiro deve ter em mãos o Cartão Nacional da Saúde para ser atendido nos locais que prestam serviço pelo Sistema Único de Saúde - SUS. Até mesmo aqueles que possuem plano de saúde ou habitualmente realizam consultas e outros procedimentos de forma particular devem possuir o cartão. “O porte é obrigatório para qualquer paciente que necessite dos serviços públicos de saúde ou mesmo na rede privada”, ressalta Dr. Wesley.
Cada usuário tem um número identificador nacional, fornecido pelo Ministério da Saúde. Cada número é único e exclusivo para cada cidadão, e é válido em todo o Brasil. O Cartão foi criado para ser o cadastro único de todos os usuários do SUS e centralizar todas as informações sobre o paciente.

Recadastramento      

Para facilitar o acesso e o atendimento à rede pública de saúde, o Cartão do SUS passa por processo de atualização, com um novo padrão, estabelecido pelo Governo. 
Dr. Wesley explica que o cidadão deve atualizar seu cadastro junto ao setor do Cartão SUS. “Para o recadastramento é necessário levar RG, CPF e comprovante de residência, e no caso das crianças a certidão de nascimento”.
Entretanto, de acordo com o secretário, o recadastramento dever ser feito por toda a população, porém de modo gradativo (sem pressa), pois o cartão atual ainda está valendo.