Índice de infestação da dengue mostra apenas 0,5%


 Risco baixo  para a transmissão e epidemia da doença.


O Governo Municipal de Patrocínio vem a público esclarecer sobre as informações divulgadas no Jornal Hoje em Dia, no dia 12 de novembro, sob o título “Vinte e seis cidades mineiras em alerta contra infestação da dengue”, da jornalista Ana Lúcia Gonçalves, na qual afirma que o município de Patrocínio está entre as cidades do Estado em alerta por causa da infestação do mosquito da dengue, com um índice de 2,4%. Os dados, segundo a jornalista, são da Secretaria de Estado da Saúde (SES).




Entretanto, segundo explicou Gilberto Martins, referência epidemiológica do município, Patrocínio registra um índice de apenas 0,5%, tendo havido um erro de digitação da SES.

A própria matéria publica a afirmação: “Patrocínio, que aparece no gráfico da SES com 2,4% de infestação, registraria, na verdade índice de 0,5%. Segundo o Gilberto Martins, referência epidemiológica do município, houve erro de digitação. “Nossa situação é de tranquilidade, mas de constante combate”, diz.

O equívoco foi confirmado em nota pela Superintendência Regional de Saúde/Uberlândia (SRS) – que solicitou a retratação e correção por parte da SES nos dados do Levantamento de Índice Rápido por Infestação de Aedes aegypti- LIRAa.

O Secretário Municipal de Saúde, Wesley Faber Romão apresentou dados oficiais (encaminhados a SES e SRS) de janeiro a outubro de 2014, apontando apenas 24 casos confirmados, consolidando um índice geral de 0,5% - resultado este que indica baixo risco para a transmissão e epidemia da doença.

Medidas de combate

Diariamente os cinquenta Agentes Municipais de Endemias realizam o trabalho de fiscalização e prevenção em todas as regiões, inclusive nos distritos da área rural. As residências, lotes e estabelecimentos comerciais são vistoriados e as famílias orientadas a manterem o local limpo sem recipientes abertos que possam servir de foco do mosquito.

Escrito por Ascom-PMP /divulgação RP