Artesanato e Stencil Grafite: Mostra de trabalhos dos alunos dos Cras e Casi é elogiada pelo público presente

Teve início nesta terça-feira (21) a exposição artística com as obras dos jovens alunos das oficinas de artesanato e stencil grafite dos Cras e Casi.

“Esse é um momento para apresentar à nossa população um pouco dos diversos trabalhos realizados nas Unidades (Cras e Casi) com as crianças e adolescentes”, explicou o secretário municipal de Desenvolvimento Social, Eduardo Arantes, enaltecendo toda a equipe da secretaria que se dedica com zelo e carinho às famílias assistidas. “É um trabalho grandioso que tem por objetivo a proteção da família”, enfatizou Eduardo.
A exposição estará aberta ao público no saguão do Centro Administrativo Municipal, de 8h às 17h30, até dia 24 (sexta-feira).
Reunindo várias obras produzidas em materiais diversos (camisas, madeiras, telas, mandalas) a exposição encantou o público pela criatividade dos artistas.
“Ficou lindo. É muito bom saber que nossos jovens estão recebendo incentivo e apoio para se desenvolverem como cidadãos em todos os sentidos”, disse a dona de casa Maria Neuza da Silva, 63, que passava pelo local e se surpreendeu com os trabalhos.
O professor da oficina de stencil grafite Paulo Borges e a professora de artesanato Jorcelina Nunes explicaram que a união dos dois trabalhos culminou neste grande projeto. “Ao unirmos o artesanato com o stencil grafite valorizamos ainda mais os trabalhos”, disse Paulo.
De acordo com o instrutor o projeto não só valoriza o artista, mas promove também uma grande melhoria no ser humano. “Nós percebemos claramente ao longo das aulas a mudança no comportamento do aluno, em sua concentração, na disciplina, no relacionamento com o colega”, reforçou.
Apesar de tímida, a estudante Ludmila Rosa Garcia, 15, que é atendida no Casi não escondia sua satisfação em ver seus trabalhos expostos para todo mundo. “È muito legal. Afinal é fruto de muito esforço e dedicação não só minha, mas de meus colegas e professores”.
Para Cristiane Fernandes, mãe de Jeferson Fernandes de Souza, 7, e Jennifer Aparecida Fernandes, 13, ambos atendidos no CASI, mais do que orgulho, é uma satisfação saber que seus filhos recebem educação, acolhimento e carinho de toda a equipe. “O lugar é tão agradável que meus filhos adoram e frequentam todas as atividades oferecidas. È bom saber que enquanto estou trabalhando eles estão bem cuidados e aprendendo, tendo acesso a música, arte, e tantas outras coisas”.
Durante o lançamento da exposição, foram apresentadas outras atividades oferecidas aos jovens, como as aulas de música e jiu-jitsu.
O professor de jiu-jitsu, Hilton Márcio Silva, elogiou o desempenho dos atletas ressaltando as participações vitoriosas alcançadas nas competições nacionais e regionais.
Para o professor de violão, Marco Antônio Guimarães, através da música crianças, jovens e adultos encontram valores, vocações e realização pessoal. Atualmente cerca de 300 pessoas participam das aulas de violão e flauta nos Cras e Casi.
Exposição
Na próxima semana os trabalhos estarão expostos na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social. E na semana seguinte, na Biblioteca Municipal.
Não deixe de ver e prestigiar os jovens.