Caso amantes: Hérika Pollyana pega 16 anos de prisão

Mulher e homens envolvidos em tentativa de homicídio em dezembro passado são condenados


O Salão do Tribunal do Júri do Fórum da Comarca de Patrocínio ficou lotado nos dois dias do julgamento da tentativa de homicídio registrada no dia 12 de dezembro de 2012, no qual um homem foi alvejado por seis vezes depois de ter sido levado até uma emboscada numa estrada de acesso a comunidade de Chapadão de Ferro.

O julgamento começou por volta de 8h de quarta-feira (04), foi paralisado ás 21h e retornou na manhã desta quinta. Computando todo período do julgamento foram somadas quase 24 horas onde vítima, testemunhas e réus puderam falar sobre o caso e por volta de 18h15min, os Jurados condenaram e o Juiz Dr. Serlon Silva Santos decretou sentença dos três envolvidos no homicídio tentado.

A mandante do crime, Hérika Pollyana de Souza Soares foi condenada a
16 anos de prisão, mas como ela é primária teve 1/3 da pena reduzida e irá cumprir 11 anos de prisão.

Marcelo Santos Macedo, também foi qualificado como mandante e recebeu a mesma pena, mas como não possuía antecedentes criminais teve a pena reduzida em 1/3, e irá cumprir de 10 anos e 8 meses em regime fechado.

Wanderson de Oliveira, que teria escondido a arma utilizada na tentativa de homicídio teve a pena fixada em 2 anos e vai cumprir em regime aberto tendo que cumprir serviços a comunidade.

Antes de anunciar a sentença o Júri ficou reunido com o Juiz de 14 horas até ás 18 horas.

No primeiro dia de julgamento foram ouvidos: vítima, testemunhas de defesa e de acusação e por fim os réus. No segundo dia de julgamento foram ouvidos advogados de defesa e o promotor que proferiu a acusação. Os três foram denunciados pelo Ministério Público.

Dia News