Polícia registra “estupro” na penitenciária

Uma guarnição da Polícia Militar deslocou até a penitenciária regional Expedito de Faria Tavares onde havia solicitação para ser registrada uma ocorrência de estupro. A vítima seria um sentenciado de 22 anos, natural de Codisburgo/MG que relatou aos policiais que foi obrigado a fazer sexo oral com o autor de 31 anos, natural de Tupã/SP. Ele ainda teria praticado ato de masturbação no órgão genital da vítima, segundo o relatado pelo jovem que se negou a ser conduzido até o pronto socorro municipal para avaliação médica.

Os dois estavam na mesma cela e a vítima disse que caso haja necessidade pediria aos agentes penitenciários para levá-lo até um médico.

Fonte: Dia News