Dirigente do Cruzeiro rebate Kalil: 'Só comemoramos títulos importantes'


A conquista do título de campeão mineiro pelo Atlético-MG foi a senha para que o presidente do clube, Alexandre Kalil, bem ao seu estilo, polêmico, aproveitasse para alfinetar o rival Cruzeiro.

O mandatário, que ainda não digeriu a goleada sofrida de 6 a 1, no Brasileirão de 2011, afirmou que o adversário vai “apanhar dez anos” e que “bater no Cruzeiro é gostoso, mas está perdendo a graça”.

 Mas se o intuito de Kalil foi incomodar o rival, ele não conseguiu.

Quem garante isso é o gerente de futebol do clube, Valdir Barbosa.

 Para ele, as palavras de Kalil estão sem nenhum embasamento.

E ele próprio aproveita para provocar: “Quando não tem título há quase 50 anos, o que podem dizer”?

- Não incomoda de forma nenhuma. A provocação, quando tem embasamento, aí sim ela incomoda.

Quando não tem título há quase 50 anos, o que podem dizer?

A comemoração do título do Atlético-MG também foi motivo para comentários de Barbosa. Após a conquista no Mineirão, milhares de torcedores, cinco jogadores e o técnico Cuca foram para a Praça 7, no centro de Belo Horizonte, além de uma comemoração em frente à sede do clube.

- Estou no Cruzeiro há 17 anos e nunca, por parte da diretoria, fomos comemorar título mineiro em via pública.

A gente faz festa para o que importa, título de Libertadores, Brasileiro, Copa do Brasil. Quando tem muita importância, tem espaço para comemorar. O Mineiro é coisa comum para nós.

Na avaliação de Valdir Barbosa, o elenco do Cruzeiro, apesar de ter perdido o título estadual, está mais do que preparado para entrar com força na busca pelos títulos da Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro. Prova disso, afirma, foi a vitória no clássico de domingo.

- Terminamos o Mineiro com duas vitórias sobre eles (Atlético-MG). E decisão é emoção.

O elenco, pelo que apresentou ontem, tem total condições de chegar bem e conquistar a Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro.

Fonte: G1