Que Caracas ! Grêmio goleia e embala na Copa Libertadores


  Grêmio não deu chances para o time venezuelano

GRÊMIO 4 x 1 CARACAS

Por : Felipe Rosa Mendes 

Fonte : hoje em dia

O Grêmio mostrou força nesta terça-feira (5) ao fazer grande exibição e golear o Caracas por 4 a 1, diante da torcida, na Arena Grêmio, pela Copa Libertadores. Em noite inspirada, o time brasileiro pressionou o rival desde o início, demonstrou bom entrosamento no meio-campo e contou com atuação de destaque de Zé Roberto.

O veterano, de 38 anos, marcou dois dos quatro gols do Grêmio e ainda teve chance para marcar outras duas vezes. Além disso, participou das principais jogadas do time brasileiro. O Grêmio contou ainda com grande desempenho de Elano, Vargas e Barcos, autor de outro gol.

Ao vencer sua segunda partida seguida, o Grêmio alcança os seis pontos do líder Fluminense, no Grupo 8. O time carioca, contudo, pode retomar a ponta isolada caso supere ou empate com o Huachipato, nesta quarta, no Engenhão, encerrando a 3ª rodada. O Caracas e o Huachipato somam três pontos cada na embolada chave.

Com o resultado obtido na Arena Grêmio, o time brasileiro encerra um jejum incomum na Libertadores. Até então, nenhum mandante havia vencido neste grupo, depois de cinco partidas. Agora, o Grêmio volta a campo pela Libertadores já na próxima semana. O time gaúcho enfrentará novamente o Caracas, no dia 12, terça-feira, desta vez na Venezuela.

O JOGO - A tranquilidade do minuto de silêncio antes da partida, por ocasião da morte do presidente venezuelano Hugo Chávez, contrastou com o barulho do agitado primeiro tempo protagonizado por Grêmio e Caracas nesta terça.

O time da Venezuela, cujos jogadores atuaram com uma faixa preta no braço, chegou a equilibrar o duelo no início. Mas não demorou para ceder espaço diante da pressão dos brasileiros. Aos 15 minutos, o goleiro Baroja se atrapalhou diante de Werley, soltou a bola e só viu Barcos completar para as redes.

Embalado, o time da casa passou a pressionar de forma cada vez mais intensa. Três minutos depois do gol, Zé Roberto tentou de cabeça, após cruzamento de Elano, e mandou por cima do travessão. Na sequência, Vargas aproveitou lançamento do mesmo Elano, pela direita, driblou dois marcadores dentro da área e bateu forte. Só não marcou um golaço porque Baroja desviou para fora.

Mas Werley não perdoou aos 37 minutos. Zé Roberto cobrou escanteio na cabeça do zagueiro, que se antecipou à defesa venezuelana para anotar o segundo dos anfitriões. O meio-campo bem azeitado e o ímpeto do ataque gremista contagiavam a torcida, que ampliava a pressão sobre o acuado Caracas.

E as chances se seguiam no ataque. Aos 39, Vargas puxou contra-ataque e acionou Zé Roberto, sem marcação, dentro da área. O meia bateu rasteiro e parou na boa defesa de Baroja. A torcida já gritava "olé" quando Vargas desperdiçou outra chance, de cabeça, após novo cruzamento de Elano, aos 44.

O ritmo não foi quebrado pelo intervalo da partida. Logo aos 6 minutos, Barcos deu grande enfiada para Zé Roberto invadir a área, driblar o goleiro e mandar para as redes. O Grêmio só diminuiu a velocidade do jogo ao ser vazado, aos 14. Sánchez deu cabeçada certeira ao completar cobrança de falta na área.

O gol, porém, não desanimou os gremistas. Cinco minutos depois, Vargas já estava levando perigo na área venezuelana. Aos 19, ele bateu rente à trave esquerda de Baroja. Em seguida, iniciou jogada e deu passe preciso para Zé Roberto, que bateu forte, por cima do travessão.

Depois de desperdiçar duas boas chances, o meia veterano não perdoou aos 27. Ele aproveitou rápida investida de Pará pela direita e só completou cruzamento rasteiro do lateral. Com o placar estabelecido, o time brasileiro não teve dificuldades para administrar a vantagem e garantir a goleada.

FICHA TÉCNICA:

GRÊMIO 4 x 1 CARACAS


GRÊMIO - Dida; Pará, Werley, Cris e André Santos; Fernando, Souza, Elano (Marco Antônio) e Zé Roberto; Vargas (Welliton) e Barcos. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

CARACAS - Baroja; Carabalí, Perlaza, Andrés Sánchez e Quijada; Juan Guerra, Edgar Jiménez, Angelo Peña (Cabezas) e Otero; Meza (Rino Lucas) e Cure (Farías). Técnico: Ceferino Bencomo.

GOLS - Barcos, aos 15, e Werley, aos 37 minutos do primeiro tempo. Zé Roberto, aos 6 e aos 27, e Sánchez, aos 14 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Otero, Guerra, Cris.

ÁRBITRO - Antonio Arias (Paraguai).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Arena Grêmio, em Porto Alegre.