Autores de um crime quase perfeito são presos pela Polícia Civil




O Inspetor Roberto Lopes apresentou os autores que tinham como objetivo "dar um susto" na vítima

A Polícia Civil de Patrocínio durante as investigações para apurar a autoria do assassinato de Otávio Viera dos Santos, 66 anos, cujo corpo foi encontrado no interior de uma residência em Macaúbas de Baixo nesta quinta-feira, conseguiu prender os autores do crime.

Segundo informações os suspeitos estavam em Iraí de Minas e a PC conseguiu chegar a eles durante diligências.

A Polícia Civil conseguiu apurar que a vítima tinha um relacionamento amoroso com uma mulher naquela cidade e depois de fazer contato com a mesma chegou ao amásio dela, Damião dos reis Oliveira, 43 anos que contou que pediu para dois homens darem um susto na vítima, mas eles acabaram cometendo o assassinato.

Além de Damião, foram conduzidos João Paulo Pereira dos Santos, 31 e um adolescente de 17 anos. Os suspeitos ainda estão sendo investigados e a Polícia Civil está em busca das armas usadas no crime.

João Paulo e o menor negam a autoria do assassinato. João, inclusive disse que não conhecia Damião e que não tem nada a ver com o crime. Na casa dele, os investigadores comandados pela delegada, Drª. Ana Cláudia e supervisonados pelo Inspetor Roberto Lopes encontraram drogas. Ele confirmou que tem 08 meses que está traficando por opção, uma vez que não consgeue encontrar emprego em Iraí de Minas.

O mentor do crime, confessou que queria apenas dar um susto na vítima que chegou a dormir com a mulher dele na propriedade em Macaúbas de Cima. Ele disse que por duas vezes chegou em casa e deu de cara com Otávio conversando no portão com a amásia e que isso o deixava revoltado e por isso decidiu contratar os dois para dar um susto na vítima, porém o que era para ser uma ameaça, acabou se tornando uma tragédia.

Fonte: Dia News