Taxas cobradas pelos bancos continuam subindo

Pesquisa realizada pelo Procon estadual de São Paulo aponta que as taxas de juros cobradas pelos bancos continuam subindo. Os dados foram coletados em 4 de novembro e envolveram sete instituições financeiras: Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, HSBC, Itaú, Safra e Santander.

No empréstimo pessoal, a taxa média entre os bancos avaliados subiu de 5,81% para 6,01%. O Bradesco foi o que mais contribuiu para essa elevação, alterando sua taxa de empréstimo de 6,43% para 7,76% ao mês, o que representa um acréscimo de 20,68% em relação aos juros do mês anterior. O Itaú também contribuiu para o aumento e os demais bancos mantiveram suas taxas.

A taxa média do cheque especial também aumentou, passando de 9,66% para 10%. O maior reajuste foi do HSBC, que elevou a taxa de 10,77% para 11,99% ao mês, o que representa variação de 11,33% em relação a outubro. Bradesco, Itaú e Safra também registraram aumento e os demais bancos mantiveram os juros do cheque especial.

Confira a pesquisa completa no site do Procon.
Os aumentos são reflexos da elevação da Selic de 11% para 11,25%, decidido pelo COPOM, para garantir um melhor cenário econômico em 2015. Diante desse panorama, Procon-SP recomenda que os consumidores aproveitem o 13º salário para quitar suas dívidas e evitem a contratação de novos empréstimos.

Fonte: Fundação Procon-SP
Assessoria de Comunicação

Postagens mais visitadas deste blog

Neste domingo em Patrocínio aconteceu um mega encontro de praticantes de paintball

Atrações da Expopatrô 2012 está praticamente definido

Comando do Cerrado apresenta esporte novo na cidade