Cruzeiro vence o grêmio, tem título adiado, mas time dá volta Olímpica.





Raposa derrota os gaúchos por 3 a 0, porém não garante o título em razão da vitória do Atlético-PR. Ainda assim, jogadores festejam com a torcida.

O domingo parecia ter sido desenhado para o cruzeirense. Céu azul, rostos azuis, cabelos azuis, camisas azuis que fizeram correr mais forte o sangue azul e pulsar mais rápido os corações azuis de milhões de pessoas. Belo Horizonte amanheceu eufórica. Buzinas e fogos de artifício ecoavam. Só se esqueceram de convidar o Atlético-PR para a festa. O Cruzeiro venceu o Grêmio por 3 a 0, porém o Furacão bateu o São Paulo pelo mesmo placar e adiou a oficialização do tricampeonato. Mas não adiou a festa. Deixou a Raposa 99,99...% campeã. Futebol não é matemática, números não têm emoção e não compreendem a energia trocada entre torcedores e jogadores no Mineirão. Eles sabiam que era a única chance de sacramentar o título em casa, já que os próximos três jogos serão longe: Salvador, Uberlândia e Rio de Janeiro.
Por isso, deram de ombros para o resultado de Curitiba e festejaram como se o time já fosse tri, com volta olímpica. Atletas abanando as camisas ao som do povo, numa despedida épica de um campeonato que alguns chamaram de “sem graça”. Só se for para os rivais.

Fonte : G1