Adolescente tenta pegar rabeira, cai bate a cabeça e morre

 Em Patrocínio/MG, dia 06 por volta das 12h30min, a Polícia Militar foi acionada e compareceu na Rua Aprígio Alves da Cunha, bairro Amir Amaral, onde ocorreu o acidente de trânsito. No local Militares depararam com uma equipe do Corpo de Bombeiros prestando os primeiros socorros a vítima João Vitor Fernandes Ribeiro de 14 anos. De imediato o local foi isolado e Vítor foi socorrido até o Pronto socorro Municipal pelos Bombeiros. Foi feito contato com o condutor do ônibus escolar, o qual relatou que estava transportando alunos do Bairro Amir Amaral para escolas de outros Bairros, quando visualizou pelo retrovisor externo que alguns adolescentes estavam "pegando rabeira" na traseira do veículo. Que neste momento parou o ônibus e pediu para que os jovens soltassem o veículo, tendo seguido a condução dele. Neste ínterim foi interpelado pelos alunos que estavam no interior do veículo para que ele parasse, pois tinha dois jovens caídos no chão. O motorista imediatamente foi até o local e viu a vítima João Vitor, caído no chão inconsciente, com ferimentos na cabeça e com a perda de muito sangue. Havia um outro ciclista, o qual também relatou que estava segurando a traseira do ônibus junto com a vítima João Vitor e mais dois colegas. Segundo ele estavam os quatro jovens pegando rabeira quando o motorista do ônibus pediu para que soltassem o veículo, sendo que todos soltaram e foram para o lado direito da via, más que em dado momento a vítima Vítor tentou novamente pegar rabeira no ônibus, porém veio a bater na roda traseira da bicicleta de outro menor, vindo a desequilibrar e cair batendo a cabeça no chão. Vitor foi socorrido ao Pronto Socorro, porém este já estava sem vida, sendo atendido pelo médico e constatado o óbito. O outro menor também se queixava de dores na perna esquerda e também foi atendido no Pronto Socorro. A perícia da Polícia Civil foi acionada comparecendo dois peritos e realizado seus trabalhos. Os responsáveis legais ficaram cientes do fato. As bicicletas foram liberadas para conhecidos das vítimas.