Vulgo Pelezinho não joga mais no time do crime , agora veste a camisa da penitenciaria

Foto com filtro

Na noite de sábado, Polícia Militar compareceu no bairro Boa Esperança, onde a vítima L.CB, 17 anos, relatou que transitava a pé, momento que repentinamente surgiu um homem de cor negra, altura aproximada de 1,70 m, corpo forte, trajando camisa escura e bermuda cinza em uma bicicleta antiga, com uma garoupeira interceptou, onde apertou seu pescoço: e disse "passa o celular", sendo que em ato contínuo, enfiou a mão no bolso de sua calça e subtraiu bruscamente o aparelho celular Nokia de cor azul e cinza, evadindo para rumo ignorado. 


Diante da situação, a polícia militar mostrou para a vítima, várias fotos de indivíduos suspeitos, sendo que esta identificou a pessoa de M.S, 24 anos, vulgo "Pelezinho" como sendo o possível autor. 
Diante da informação, viaturas do turno iniciaram rastreamentos e as guarnições da PMMG deslocaram imediatamente para residência do suspeito, na AV. BRASIL, bairro Serra Negra. A mãe do autor franquiou a entrada na residência, para procurar objeto de furto. 
Neste instante surgiu a pessoa de M.S, vulgo "Pelezinho", contumaz infrator do bairro Serra Negra, que num primeiro momento negou participação no evento criminoso. 
Durante as buscas, foi localizado o aparelho da vítima em cima da cama do suspeito e este disse que teria jogado o chip fora, num local incerto, confirmando sua participação no roubo. 
Diante dos fatos, foi dada voz de prisão ao autor, com o mesmo conduzido para providências cabíveis.