Justiça com as próprias mãos, estuprador é morto á pedradas no Serra Negra


Foto: Inspetor Roberto Lopes da Polícia Civil de Patrocínio

Mais uma vez a Polícia Civil de Patrocínio deu mostras que não está medindo esforços para elucidar os crimes contra a vida na cidade. Horas depois de receber quatro pessoas conduzidas pela Polícia Militar por suspeição de envolvimento com o assassinato de José Geraldo Pires, 49, natural de Coronel Fabriciano, a delegacia de homicídio comandada pela Dra. Ana Cláudia Passos através da inspetoria da Polícia Civil coordenada pelo competente inspetor Roberto Lopes deu uma resposta a sociedade ao apresentar os autores do crime.

Os trabalhos neste caso foram comandados pela delegada de plantão, Laís Caetano que ouviu os suspeitos e conseguiu apurar que o assassinato foi motivado por vingança.

Segundo o inspetor Roberto Lopes, a vítima estava morando em uma casa no bairro Serra Negra e teria abusado de uma criança de 06 anos de idade. A mãe da vítima e proprietária do imóvel onde José Geraldo residia teria discutido com ele e dois jovens que estavam próximos da casa teriam tomado as dores da mulher e tentaram agredir o homem que fugiu.

Eles o perseguiram e jogaram pedras nele até que José Geraldo caiu no local onde foi encontrado. Não satisfeitos, eles teriam retornado ao local e mataram a vítima com uma pedra maior que foi desferida sobre a cabeça de José Geraldo. O crime ocorreu na noite de sábado e a vítima agonizou no local até morrer.

A Polícia Militar através da equipe coordenada pelo Sargento Mesquita conseguiu chegar aos principais suspeitos e os conduziram até a delegacia de plantão passando o caso para a Polícia Civil.

Os envolvidos no crime são: Alef Ruiz de 19 anos e um adolescente de 17 anos. O primeiro está preso e o segundo deverá ficar recolhido no CIAAP local.

Fonte: Dia News

Entenda:
http://www.reporterpatrocinio.com.br/2013/05/corpo-e-encontrado-no-bairro-serra-negra.html